Gostou do artigo? Compartilhe!

O que é tendinite? Quais são as causas e como é o tratamento?

A+ A- Alterar tamanho da letra
Avalie este artigo

Tendinite é o nome dado à inflamação que afeta os tendões, estruturas espessas e fibrosas que funcionam como cordas ligando músculos e ossos. Eles são responsáveis ainda pela movimentação das articulações do corpo humano. O problema pode surgir em qualquer região do corpo, mas as partes mais frequentemente atingidas são pés, mãos, ombros, punhos, joelhos, cotovelos e tornozelos.

Tendinite provoca dor e inchaço ao redor do tendão afetado


“Os sintomas de uma tendinite são edema, inchaço e dor local, principalmente para se movimentar”, afirma o ortopedista e traumatologista Marco MakotoA dor, no entanto, pode se espalhar para as áreas ao redor do tendão e, em alguns casos, o paciente também pode apresentar vermelhidão e sensação de fraqueza na parte afetada pela inflamação.

De acordo com o especialista, sobrecargas, traumas locais, realização de exercícios físicos de forma inadequada, distúrbios hormonais e doenças reumatológicas, como a osteoartrite, estão entre as principais causas de tendinite. Movimentos repetitivos feitos por atletas e pessoas que fazem trabalhos manuais ou causados pelo uso do computador e do celular também podem provocar a inflamação do tendão.

Se não for tratada, tendinite pode calcificar e romper tendão


A tendinite deve ser tratada com o auxílio de um médico para evitar sua principal complicação, a tendinose, que degenera o tendão estruturalmente. “Uma tendinite crônica que não foi tratada adequadamente pode enfraquecer e provocar lesões internas nas fibras do tendão, tornando-o mais espesso, frágil e muito doloroso”, diz o ortopedista. De acordo com o profissional, a degeneração pode calcificar os tendões e até rompê-los.

O tratamento da tendinite consiste, em primeiro lugar, em identificar e corrigir causa do problema. “Medicamentos para controlar a inflamação devem ser indicados, mas na dose correta e por tempo limitado. Aplicação de bolsa de gelo ou calor na região afetada pode ser realizada e, em alguns casos, até infiltração medicamentosa local pode ser empregada”, afirma Makoto. Terapias complementares, como fisioterapia e acupuntura, também auxiliam no tratamento.

Autor

Dr Marco Makoto Inagaki

Dr Marco Makoto Inagaki

Ortopedista e Traumatologista, Ortopedista

Especialização em Ortopedia e Traumatologia no(a) Hospital das Clinicas - USP.